• Menu
    • Quem Somos
    • Ensino
    • Aconteceu
    • Para Refletir
    • Localização
    • Contato
    • Área Reservada

Para Refletir

Projeto Interdisciplinar

Postado por: Junior Yapondjian em: 26/11/2015

O HOMEM QUE CALCULAVA

(MALBA TAHAN)







Foi “partindo das Arábias” que se deu início, aqui no Colégio Atibaia, o nosso projeto interdisciplinar do primeiro semestre de 2015 (com os 6º e 7º anos do Ensino Fundamental II), entre as disciplinas: Língua Portuguesa, História, Teatro e Matemática.



O HOMEM QUE CALCULAVA é um romance infanto-juvenil do escritor fictício Malba Tahan, que narra as aventuras e proezas matemáticas do calculista persa, Beremiz Samir, na Bagdá do século XIII.



“A narrativa trata das peripécias matemáticas do protagonista, que resolve e explica, de modo extraordinário, diversos problemas, quebra-cabeças e curiosidades da matemática. Inclui, ainda, lendas e histórias pitorescas, como, por exemplo, a lenda da origem do jogo de xadrez e a história da filósofa e matemática Hipátia de Alexandria. Sem ser um livro didático, tem, contudo, uma forte tonalidade moralista. Por isso, o livro é indicado como um livro paradidático em vários países, tendo sido citado na Revista Book Report e em várias publicações do gênero”. (fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/O_Homem_que_Calculava)



Em História, os alunos estudaram o mundo islâmico medieval, ambiente onde a narrativa acontece.



Em Língua Portuguesa trabalhamos a leitura e interpretação da obra, discutindo os primeiros contos em sala de aula; foram abordados os conceitos de pseudônimo e heterônimo, pois o autor, Júlio César de Melo e Sousa criou o “famoso escritor árabe” Malba Tahan por acreditar que um escritor brasileiro não chamaria atenção escrevendo contos árabes. Malba Tahan significa “O Moleiro de Malba”, sendo Malba a denominação de um povoado ao sul da Arábia, e “Tahan” significa moleiro, aquele que prepara o trigo.



Nas aulas de Matemática foram discutidos e estudados alguns dos cálculos realizados pelo protagonista da obra. Os alunos foram divididos em grupos e, cada grupo ficou responsável pela leitura de parte dos contos e produziu um trabalho escrito e uma apresentação:



6º ano: produziram um resumo escrito após a leitura dos contos e, cada aluno, apresentou oralmente um dos contos escolhido;

7º ano: após a leitura de parte da obra, cada grupo ficou responsável pela adaptação para o teatro de um dos contos do livro, produzindo, assim, o texto teatral escrito e a sua representação.

Nas aulas de Teatro os alunos foram orientados com relação à postura no palco, marcas cênicas e adaptações necessárias para o cenário, figurino etc.



O resultado final foi surpreendente! Os alunos se dedicaram para a realização das apresentações que tiveram como plateia (além dos alunos das séries envolvidas), os professores, a coordenação e direção da escola.



Tanto as apresentações orais, como os textos escritos serão avaliados pelos professores, tento acréscimos às notas VIPs nas disciplinas envolvidas.



Fica a sensação de trabalho cumprido e o agradecimento a todos os envolvidos nesse projeto.



Profª Tânia Yuri Moreira

Projeto Interdisciplinar